Blog

Jacuzzi de gel coat ou acrílico? Qual a melhor opção?

Categories:

Jacuzzi de gel coat ou acrílico? Qual a melhor opção?

Para escolher uma banheira ideal você tem que tomar várias decisões. Qual será o tamanho, o modelo. Ao chegar a este texto, você já optou pela jacuzzi que atenda suas necessidades nestes quesitos. Porém, o acabamento também está entre os principais detalhes que precisam ser observados na hora de finalizar a compra.

Atualmente, existem duas opções no mercado: Gel Coat e acrílico. A aparência no resultado final é bastante semelhante, mas estes materiais possuem diferenças importantes que devem ser levadas em consideração na hora de escolher sua Jacuzzi ideal. Saiba mais sobre eles!

Gel Coat

É um tipo de gel, que se assemelha a uma tinta mais grossa. Se for esta a opção de acabamento, deve-se escolher a cor do produto e então aplicar uma boa Camada de Gel Coat, como se estivesse aplicando uma pintura.

É importante que seja utilizada uma quantidade generosa do produto para que não haja falhas e a fibra não apareça. Já que isso comprometeria uma possível manutenção do produto.

O Gel Coat protege a fibra de vidro do desgaste e age contra a ação dos raios ultravioleta e umidade, sendo utilizado também em barcos e aviões. Porém, possui menos brilho que o acrílico.

Acrílico

É um tipo de plástico resistente, transparente e incolor, moldado quando exposto a altas temperaturas. Para usá-lo na produção de banheiras, é usado o processo de vácuo-formagem, para moldá-lo no formato desejado. Ele confere um brilho maior às banheiras e spas.

Porém, é muito importante verificar se o fabricante utiliza uma chapa totalmente de acrílico. Alguns usam chapa de ABS com apenas uma película de acrílico, que poderá se desprender da superfície da sua jacuzzi.

Ainda em dúvida? Confira as vantagens e desvantagens de cada um dos acabamentos no quadro comparativo abaixo:

 

Especificidades

Proteção UV (Uso externo)

Gel-Coat

Acrílico

Manutenção de danos superficiais (riscos e manchas)

Repintura em caso de danos mais sérios

X
Manutenção (refação) em caso de danos mais sérios

X
Limpeza com detergente e pano macio

Limpeza com produtos mais fortes (Thineer)

X
Polimento com Massa nº2 e Cera

 

O gel-coat oferece certas vantagens em relação ao acabamento de acrílico. Porém, ambos são plenamente satisfatórios, dependendo da sua necessidade. Avalie o que espera de uma Jacuzzi e então, escolha qual o melhor para você.

Quer mais dicas? Confira aqui um passo a passo para escolher a banheira ideal!

Como escolher a piscina ideal para o seu projeto?

Categories:

Como escolher a piscina ideal para o seu projeto?

Cada pessoa sonha em ter uma piscina por um motivo diferente. Para uns, pode ser um espaço de lazer para a família, outros querem para receber os amigos, alguns planejam apenas relaxar. Cada um desses sonhos precisa de um projeto diferente para se concretizar.

São tantos modelos e acessórios que é preciso escolher bem para tornar real o seu desejo da piscina própria. E é sobre isso o nosso artigo de hoje. Saiba o que levar em consideração, conheça os tipos de piscina e saiba qual a ideal para o seu projeto

O que considerar na hora de projetar minha piscina?

Alguns fatores devem ser levados em consideração na hora de projetar sua piscina. O primeiro, claro, qual o objetivo dela. Porém, algumas outras coisas podem se sobressair sobre isso. Você pode querer uma piscina de alvenaria, grande, para toda família. Mas se seu terreno não tem espaço suficiente, ou seu orçamento é um pouco mais enxuto, terá que adaptar o seu projeto. Informações como custo, manutenção, tipo do terreno, tamanho, profundidade e durabilidade devem ser levadas em consideração.

Tipos de piscina

Alvenaria (Concreto)

As piscinas de alvenaria, também conhecidas como de concreto, são aquelas em que é feita toda a estrutura de concreto e depois revestida com azulejos. Por isso, pode ser projetada em qualquer formato ou tamanho. Além disso, elas ainda são as mais duradouras, cerca de 30 anos, além de possuir grande resistência mecânica.

Suas duas grandes desvantagens são os custos e o tempo. Ela é um dos modelos mais caros e demorados para construção. Se não forem bem projetadas e feitas com materiais de alta qualidade, podem aparecer rachaduras e os revestimentos correm o risco de se soltar.

Se você está disposto a investir um pouco mais para construir a piscina dos seus sonhos em cada detalhe, a de alvenaria é a sua escolha.

 

Fibra de vidro

A piscina de fibra de vidro foi quem abriu as portas para que muita gente pudesse realizar o sonho da piscina própria, antes acessível apenas para quem tinha uma situação financeira muito privilegiada.

Além dos custos reduzidos, elas têm outras grandes vantagens como longas garantias e ser de fácil instalação. E mesmo que seus tamanhos e formatos já sejam pré estabelecidos, existem vários modelos, um deles com certeza vai se adaptar bem ao seu projeto.

É importante contratar profissionais especializados neste tipo de instalação. Por ser um modelo pré-fabricado, deve-se verificar se é possível chegar com a piscina até o local desejado, Além de realizar um estudo de instalação para que a duração seja realmente eficaz.

 

Vinil

Esse estilo combina a versatilidade das piscinas de alvenaria e o baixo custo das piscinas de fibra de vidro. As piscinas de vinil são ideais para quem quer versatilidade nos formatos e profundidade, pois são construídas com paredes de bloco de concreto e revestidas com material vinílico.

Porém, o vinil tem uma duração um pouco menor, o que é a grande desvantagem deste modelo. Além disso, o vinil não resiste a objetos cortantes e na hora de encher a piscina você precisará contratar um caminhão pipa para que não cause rugas na superfície.

 

Vidro

Se seu sonho é repleto de luxo e elegância, a piscina de vidro é a escolha certa. Sua principal vantagem é o valor decorativo. Ela é extremamente sofisticada e certamente irá agregar ao imóvel.São ideais para bordas infinitas, e piscinas em andares superiores. Mas também podem ser aplicadas no térreo.

Porém, são as mais caras entre todas. Além da tecnologia aplicada no vidro para sua resistência, é necessário que tudo seja minuciosamente projetado, dentro dos termos de segurança. Além disso, serão necessários quadros de aço inox totalmente nivelados e planos para acomodar o vidro. São extremamente resistentes, feitas com vidros laminados múltiplos.

 

Pronto! Agora que você já está familiarizado com os principais modelos de piscinas e sabe tudo que deve considerar na hora de começar a projetar a sua, é hora de tirar seu grande sonho da piscina própria do papel. Aqui na Sol & Ar Mundo Água contamos com uma equipe de profissionais preparada para te auxiliar nesse processo, além de trabalhar com os melhores fabricantes do mercado. Venha nos fazer uma visita!

5 perguntas para fazer antes de escolher o arquiteto da sua área de lazer

Categories:

5 perguntas para fazer antes de escolher o arquiteto da sua área de lazer

Você vai finalmente tirar o sonho da sua área de lazer do papel, mas está cheio de dúvidas quanto a escolha do responsável pelo projeto e obra? Calma! Isso é normal. Todos sabemos que a escolha de um profissional ruim pode tornar seu grande sonho um verdadeiro pesadelo.

Por isso, contar com o apoio de um arquiteto é fundamental para que o seu projeto seja realizado da melhor forma possível. Afinal, ele tem conhecimentos técnicos, funcionais e estéticos para idealizar e concretizar seu sonho.

Ele irá levar em consideração todos os aspectos necessários para isso, como: desejo do cliente, sustentabilidade, viabilidade, orçamento, técnicas, características climáticas etc.

Para que você consiga escolher o profissional ideal para tornar seu sonho realidade, este artigo traz as 5 perguntas que você deve fazer antes de escolher um arquiteto para sua área de lazer.

1 . Quais as referências do arquiteto?

Esta deve ser a primeira pergunta na hora de se contratar qualquer serviço. Boas referências são as credenciais de qualquer profissional. Se certifique de que ele possui registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e as qualificações técnicas necessária para realizar o que sua obra demanda, pesquise outras obras que ele tenha realizado e converse com antigos clientes deste profissional.

2. Qual a área de atuação do arquiteto?

Se você quer construir uma área de lazer, não vai buscar um profissional que seja especialista em arquitetura comercial. Procure alguém capacitado para realizar os serviços que você deseja. Essa atitude pode fazer toda a diferença na entrega da proposta.

3. Com quais fornecedores o arquiteto trabalha?

De nada adianta escolher um profissional qualificado, se os materiais da obra tiverem uma procedência duvidosa. Um trabalho de excelência em arquitetura exige produtos de qualidade. Faça uma pesquisa, confira a qualidade dos materiais que ele utiliza, a reputação da empresa, tempo de atuação no mercado e, claro, as avaliações de outros usuários.

4. Qual o custo-benefício

Muitas vezes, por falta de experiência na contratação de um arquiteto, alguns consumidores acabam pagando muito caro pelo serviço. Por isso, é importante fazer uma pesquisa antes de aceitar qualquer proposta.

Porém, tenha em mente também, que os valores cobrados por cada profissional podem variar de acordo com a especialização e experiência de cada um.

Uma forma de se assegurar, é checar a tabela do CAU. Ela fornecerá uma boa referência sobre os preços das atividades executadas por cada arquiteto.

5. O arquiteto faz o acompanhamento da obra?

Certifique-se de que o trabalho do arquiteto não termina na criação do projeto. Ele é o profissional adequado para acompanhar o andamento da obra desde a compra dos materiais, pela contratação de mão de obra, até a supervisão de todas as etapas da construção. Isso pode evitar que você tenha dores de cabeça com problemas durante o processo.

Pronto, agora que você já sabe o que deve se perguntar antes de escolher um profissional para realizar o sonho da sua área de lazer, é hora de tirá-lo de papel. A Sol & Ar te ajuda nisso. Visite nosso site e conheça nosso catálogo de produtos!

Ainda tem dúvidas?  A Gisele, nossa gerente de relacionamento, pode te ajudar! Converse com ela!

5 dicas para áreas de lazer em pequenos espaços

Categories:

5 dicas para áreas de lazer em pequenos espaços

Vemos que cada vez mais os espaços são menores. Com famílias mais enxutas e pouco tempo para manutenção da casa, as pessoas estão recorrendo cada vez mais para casas e apartamentos com espaços mais práticos. Isso, porém, não significa elas estão dispostas a abrir mão de ter um espaço de lazer.

Dá para fazer muita coisa com alguns metros livres, e vale a pena, porque no final, é a parte mais agradável da casa e onde todos querem ficar!

Confira 5 dicas para área de lazer para espaços pequenos e se inspire!

1 – Banheiras de hidromassagem e jacuzzis

Colocar uma banheira de hidromassagem ou uma jacuzzi na área de lazer é uma ótima opção para quem tem um espaço muito reduzido. Por ser mais compacta, é ideal para este tipo de projeto.

2 – Piscinas pequenas

Poucas pessoas optam por piscinas grandes hoje em dia, a manutenção é trabalhosa e quase ninguém realmente nada, a maioria de nós só quer um espaço para se refrescar. E a diversidade de modelos menores é incrível, permitindo encontrar uma que é perfeita para o espaço disponível do seu projeto.

3 – Churrasqueira e balcão

Que tal incrementar seu projeto com um espaço para confraternizar? Uma churrasqueira, um balcão para servir os petiscos e uma pia simples ocupam pouco espaço e podem agregar muito valor ao projeto. Para os que contam com um espaço um pouquinho maior, que tal ainda colocar uma mesa?

4 – Área verde

Quer projetar um lugar realmente acolhedor, calmo e relaxante? Faça também um projeto de paisagismo. Abuse do verde. Coloque plantas no muro, em vasos ou plantadas. Além de dar este ar de aconchego ao espaço, elas refrescam o ambiente.

5 – Sombra

Com as altas temperaturas que encaramos no verão brasileiro, contar com um cantinho com sombra para fugir dos raios solares não é má ideia. Seja com toldos, pergolados ou tendas, este espaço será um dos mais disputados em dias quentes.

Aproveite ao máximo, com ideias funcionais e prática, os pequenos espaços do seu projeto.

Quais os tipos de revestimento para piscinas?

Categories:

Quais os tipos de revestimento para piscinas?

Ter uma piscina em casa é algo que a maioria das pessoas gostaria, para os brasileiros então elas são uma verdadeira paixão. O país é o segundo do mundo em número de piscinas construídas.

Ao escolher o tipo de piscina a se construir, são vários os fatores que devem ser levados em consideração. Desde a área do terreno, até o orçamento podem influir no momento de decidir sobre a melhor opção. O projeto requer investimento, preparações do terreno, manutenção, planejamento e muitos outros cuidados. Por isso, se faz necessário conhecer as opções disponíveis no mercado.

São muitos os materiais disponíveis para revestir piscinas, que variam do tradicional azulejo às fibras de vidro. No entanto, alguns fatores podem determinar a escolha do revestimento como, por exemplo, o custo e o efeito que se pretende causar. Antes de construir, é importante conhecer as características dos revestimentos mais comuns no mercado para saber qual se adapta melhor ao seu projeto.

Azulejo

Por ser mais barato e fácil de encontrar, o azulejo é o revestimento para piscina mais comum e mais antigo com disponibilidade no mercado. Sua aplicação é semelhante à realizada em banheiros e outras áreas molhadas. Disponível em diversas formas, cores e desenhos propicia uma grande variedade de acabamentos estéticos, uma vez que também colaboram no aspecto visual da água.

Os azulejos são mais sujeitos à criação de limo, mas sua limpeza não requer grandes sacrifícios. Basta aplicar sabão em uma escova apropriada, geralmente de náilon, e esfregar bem, até a sujeira se desprender para o fundo da piscina.

Cerâmicos

A gama de opções é inúmera, os revestimentos cerâmicos podem ter aspecto esmaltado, fosco ou rústico, além de variarem em tamanhos e cores. O ideal é optar por modelos que não sejam tão lisos e que sejam adequados para áreas molhadas, assim não haverá problemas com infiltração.

As cerâmicas resistirem melhor aos raios UV e aos produtos químicos da água da piscina, por isso é um dos revestimentos mais duráveis. O material não acumula tanta sujeira e é imune ao crescimento de fungos e germes. Por isso, grande parte das piscinas públicas ou de competição é revestida com cerâmica.

Pastilha de vidro

Geralmente são mais caras do que a cerâmica e o azulejo, e a instalação de pastilhas de vidro demanda mão de obra especializada, mas é ótimo para acabamentos e para a estética desejada, permitindo a criação de mosaicos personalizados. Por ser pequena, ela acompanha o desenho da piscina, independentemente das curvas.

Sua manutenção é simples, já que a superfície do material impede a criação de limos e não requer o uso de produtos especializados, a aplicação de produtos químicos pode alterar a sua durabilidade. Sendo assim, com uma frequência menor é preciso limpar os rejuntes e isso sim pode ser um tanto trabalhoso.

Vinílicos

Para quem procura por custo benefício na hora de construir sua piscina, uma boa opção é usar materiais vinílicos. Este tipo de piscina é fabricado em estrutura de alvenaria ou concreto e revestido com um bolsão de vinil. De rápida instalação e baixo custo, o produto também tem o benefício de ser impermeável, ou que reduz uma das etapas de construção.

Outra vantagem é o fato de que o vinil dispensa o uso do rejunte e sua limpeza é muito mais simples e prática. O grande problema desse tipo de revestimento é que ele é mais frágil e pode se danificar caso algum objeto cortante caia dentro d’água ou tratamentos com cloro forem inadequados. Em caso de manutenção, será preciso chamar empresas especializadas para realizar os reparos.

Fibra de vidro

As piscinas em fibra de vidro são outra ótima opção para quem quer poupar custos e tempo na construção. São muito mais fáceis e rápidas de serem instaladas, porém perdem no quesito variação de formatos. Este tipo de revestimento não oferece risco de vazamento, mas precisa ser cuidadosa instalado para não apresentar bolhas e rachaduras.

De grande durabilidade, sua superfície lisa e sem rejuntamento não apresenta pontos para acúmulo de sujeira, fungos e bactérias. No entanto, é importante evitar a limpeza com palha de aço ou outro material abrasivo, para não arranhar o material.

Pedras Naturais

Mesmo sendo de custo mais elevado, as pedras decorativas vêm conquistando espaço neste mercado e estão sendo bastante utilizadas. São elas, Hijau, Hitam, Acqua Marine, e outras. Além do efeito estético bonito e uniforme, o revestimento é menos escorregadio e não absorve tanto calor quanto os outros.

Porém, por serem de alta porosidade, tendem a acumular mais sujeira. A limpeza deste revestimento poderá ser feita com detergente neutro e água, com o auxílio de uma vassoura de pelo duro ou lavadora de alta pressão. Porém, para desencardir o material, é recomendável contratar mão de obra especializada.

Além disso, é preciso cuidado e cautela na hora de assenta-los, pois são bastante irregulares e necessitam de argamassa especial para assentamento.

Conhecendo a diversidade de materiais disponíveis no mercado, cabe agora planejar, estudar, comparar e observar qual a escolha de revestimentos para piscinas que mais se adequa a seu projeto, pois assim você terá uma área de lazer bonita, funcional e sustentável.

Entenda a diferença entre piscina com borda infinita e borda molhada

Categories:

Entenda a diferença entre piscina com borda infinita e borda molhada

Ter uma piscina em casa é criar a possibilidade de oferecer diversão e bem-estar à família e amigos, pois nada melhor que aproveitar um dia de muito sol e calor à beira da piscina. Os modelos em fibra têm tornado este sonho cada vez mais real nos lares brasileiros, ganhando cada dia mais adeptos devido a suas vantagens de instalação, manutenção e custos.

Para que sua piscina, além de proporcionar lazer, encha os olhos de seus convidados com beleza e sofisticação, é necessário escolher atentamente todos os elementos que compõem o projeto e um dos elementos mais importantes é a borda. A escolha do tipo de borda a ser utilizado gera um grande impacto no projeto, tanto estético quanto construtivo.

Os projetos mais modernos e sofisticados são compostos por modelos de bordas molhadas ou infinitas. A escolha adequada da borda de uma piscina é essencial para acrescentar segurança e estética ao item. Neste artigo vamos citar as principais características destes dois tipos de bordas, para que você opte pela opção mais adequada a seu projeto:

Borda molhada

Perfeita para criar o efeito de praia em sua piscina, a borda molhada possui uma leve inclinação permitindo que a água da piscina a sobreponha parcialmente, ou seja, a borda vai afundando suavemente à medida que você entra na piscina, assim como acontece no mar.

Elas podem ter vários tamanhos e ser instaladas em praticamente qualquer tipo de piscina, seja regular ou irregular, mas a instalação deve prever a instalação de canaletas para captar a água excedente, que pode transbordar com a movimentação. Outro cuidado importante é a escolha do material que irá revestir a borda molhada. Por ser um local que propicia os banhos de sol, o piso precisa ser de material atérmico e antiderrapante, para garantir conforto e segurança.

Borda infinita

O fator determinante para a execução de um projeto de piscina com borda infinita é a irregularidade do terreno ou a variação de altura entre o nível da piscina e o solo, sendo que o primeiro deve ser sempre mais elevado que o segundo. Trata-se de uma versão visualmente luxuosa, geralmente construídas em locais com belas vistas, criando um lindo e impressionante visual que se mistura ao horizonte e dá a impressão de continuidade e integração com a paisagem ao redor.

Este tipo de borda necessita de uma inclinação para causar o transbordamento da água, criando a sensação de infinito. Essa água que escoa deve cair diretamente em um reservatório que irá filtra-la e bombeá-la de volta para a piscina. Este reservatório pode ser coberto por pedras e cascalhos, enriquecendo a decoração do ambiente externo. Há ainda a possibilidade de instalar o reservatório bem abaixo do nível da piscina para que a água que transborda forme uma bela cascata.

Sem dúvidas a escolha de um dos modelos, seja de borda molhada ou infinita, vai garantir à sua piscina um belo apelo estético, por tornar a aparência do ambiente mais atraente. Opte por materiais de revestimento que se encaixem melhor ao seu estilo e necessidade, trazendo modernidade a seu espaço de lazer e relaxamento.

Dia do Hoteleiro – Melhores opções de saunas para seu hotel

Categories:

No artigo de hoje nos direcionamos aos profissionais que entendem o conceito de hospitalidade e sabem como servir com excelência e empatia. Especialistas em oferecer a melhor recepção e estadia, os hoteleiros transformam ambientes com seus conhecimentos e dedicação, promovendo satisfação e conforto. Nada mais justo que dedicar o dia 09 de novembro à categoria.

É pensando no Dia do Hoteleiro e em sua arte de saber receber bem, que a Sol e Ar dedica o conteúdo deste texto às melhorias que podem ser adicionadas ao exercício de agradar seus hóspedes. Já pensou em oferecer em seu hotel algo que proporciona relaxamento da musculatura, alivia dores, promove limpeza e hidratação da pele, ajuda na prevenção de celulite, e é um agente poderoso no combate às doenças do sistema respiratório? Se sim você precisa adquirir uma sauna.

Tanto nos dias frios de inverno como no calor do verão brasileiro, a sauna é uma opção muito comum a quem busca um tempinho para relaxar o corpo e a mente, além de proporcionar uma sensação de bem-estar e tranquilidade que até facilita o sono.

Existem dois tipos de saunas: à vapor (também conhecida como sauna úmida ou banho turco) e a sauna seca (ou finlandesa), que utiliza pedras ou outro material que é aquecido, sem liberar vapor. Algumas diferenças entre elas podem ajudá-lo no momento da escolha, por isso citaremos os benefícios e vantagens de cada uma:

Sauna à vapor

A sauna úmida é a mais comum no Brasil e tem seu calor produzido por geradores, que usam energia elétrica, gás ou lenha para aquecer a água e produzir vapor. Seus geradores de vapor variam quanto a sua capacidade, fonte de alimentação de energia e quanto as próprias orientações para instalação. Por se tratar de uma sauna úmida, o cômodo ou cabine exige um revestimento com materiais que resistam não só à temperatura, mas também à umidade, como cerâmicas, pastilhas e alguns tipos de pedras. Sua temperatura ideal atinge normalmente de 40o a 50o.

A sauna à vapor é geralmente associada ao uso de eucalipto, hortelã, capim-cidreira e outras essências que ajudam a beneficiar a saúde respiratória e tornar o ambiente mais agradável. Além do relaxamento, é comprovado que o calor emitido estimula a circulação sanguínea, além de combater hipertensão e estresse.

Sauna seca

Originária da Finlândia, a sauna seca é mais frequente no sul do Brasil, por se tratar de uma região mais fria e com uma influência maior da colonização europeia, onde as saunas secas são preferidas. Suas salas são revestidas de madeira que necessita ser macia e seca, como o pinho finlandês, cedro ou mogno, para que suporte a temperatura. O funcionamento depende de um gerador de calor, que através de resistências ou lenha, aquecem o ar acima dos 80o e podendo ultrapassar mais de 100o.

Caracterizada pela ausência de vapor, a sauna seca provoca uma maior transpiração e aumenta a eliminação das toxinas presentes no corpo, além de acelerar o metabolismo com incentivo a queima de calorias. Outro grande destaque da sauna seca é que ela pode ajudar na melhora da circulação sanguínea, por ter efeito vaso-dilatador.

Agora que você conhece os tipos de sauna e seus benefícios, já pode incluir uma em seu hotel. Avalie qual equipamento se encaixa no modelo que será construído e ofereça a seus hóspedes os benefícios de relaxamento, bem-estar e saúde que um banho de sauna pode trazer.

Conheça as melhores opções de saunas para seu hotel aqui! Temos uma equipe especializada para orientar ou instalar qualquer um dos ambientes.

Automação de piscinas: o New Mobile Pool é a solução

Categories:

Em meio a era digital o objetivo é estar sempre um passo à frente, desenvolvendo ideias revolucionárias que abraçam tecnologia e praticidade.

Num mundo comandado pelo digital, nada melhor que ter o controle de tudo na palma das mãos, até mesmo a área de lazer e diversão da sua casa, a piscina! Atualmente a automação de piscinas, é a maneira mais rápida e prática de manter a beleza e a higiene do local.

Se o objetivo é atender aos requisitos com qualidade e inovação a Sol&Ar oferece a você o que existe de mais moderno em automação de piscinas, o New Mobile Pool. A solução para quem não tem tempo para cuidar e fazer a manutenção de sua piscina, ou mesmo quem tem dificuldade em encontrar mão de obra especializada.

O controlador New Mobile Pool da Tholz, foi projetado para aplicações de automação em todos os tipos de piscinas. Com controle de aquecimento solar, recursos de iluminação RGB, hidromassagem, controle de filtragem, bomba de calor e cascata, tudo através do seu Smartphone.

A interface de operação se dá por um aplicativo. O acesso e controle de configuração são bastante simples de serem trabalhados, possibilitando agilidade e comodidade na realização de processos. As configurações realizadas em seu Smartphone são automaticamente aplicadas ao processo do controlador, estando você onde estiver.

Se seu celular descarregou, ou você não está com ele em mãos, não tem problema. O New Mobile Pool conta também com um controle remoto de seis teclas, que te possibilita acionar à distância todas as funções de controle de automação da sua piscina.

Não resta dúvidas de que a internet deixou de ser um diferencial e foi se transformando em elemento-chave para compor as novas transformações impostas pela sociedade. A automação de processos se faz essencial perante essa realidade. E não existem limites quando o assunto é inovar.

Automatizar sua piscina é dar mais um passo em direção ao futuro e se beneficiar da conveniência e praticidade de delegar algumas funcionalidades e tarefas de manutenção da área de lazer às máquinas. Mas o Mobile Pool é apenas um dos itens tecnológicos oferecidos pela Sol&Ar em benefício do seu espaço de diversão e relaxamento. Temos uma grande linha de produtos inovadores para facilitar o seu dia a dia, fazendo com que seus momentos te façam despreocupar com rotinas de manutenção. Pois, inovar é pensar no amanhã, superar o ontem e transformar o hoje!

Banheira redonda ou quadrada? Qual modelo escolher?

Categories:

Se você está vivendo o dilema de não saber qual o formato de banheira escolher para o seu projeto, viemos para ajudar! Entre a redonda e a quadrada, qual optar? Já adiantamos que o formato da banheira acarretará na definição do projeto como todo. Por isso, tenha em mente informações como: metragem do ambiente, número de usuários, frequência de uso e valor disponível para investimento.
Vamos as especificações de cada modelo:

MODELO QUADRADO
Pode ser utilizado por uma ou mais pessoas, é versátil e de fácil adaptação conforme o projeto.

Uma das vantagens das banheiras quadradas se comparada às redondas é a facilidade de adaptação. Por ter dimensões retilíneas, é possível acomodar junto a paredes e decks com mais facilidade. O custo de instalação é mais baixo por precisar de menos área construída para instalação.

– CONHEÇA OS MODELOS DE BANHEIRA QUADRADADA DA SOL&AR. –

MODELO REDONDO
Combina com diversos ambientes e seu formato permite uma integração maior entre os usuários

Quem opta pelas banheiras redondas pode esperar mais do que um banho; um verdadeiro abraço! Isso porque seu formato faz com que o usuário se sinta acolhido. Somando a água quentinha e a possibilidade de incluir motor de hidromassagem, seu investimento renderá boas horas de relaxamento. Além disso, os modelos redondos geram mais conforto e liberdade de movimento. Só fique atento ao local de instalação, pois seu formato exige metragens específicas e um deck ou alvenaria em volta maior.

– CONHEÇA OS MODELOS DE BANHEIRA REDONDA DA SOL&AR. –

ECONOMIA E RELAXAMENTO
Os dois modelos permitem um consumo menor de água se comparado ao chuveiro.

Segundo matéria veiculada no site (link: https://exame.abril.com.br/brasil/banho-consome-mais-do-que-o-sugerido-pela-onu/) da Exame, um banho de chuveiro ligado por 15 minutos gasta em média 145 litros de água. É mais do que a Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda de uso de água por pessoa em um dia inteiro – 110 litros. Já as banheiras DE HIDROMASSAGEM, gastam em média 80 litros de água para encher em sua totalidade. Se você contar que mais de uma pessoa irá utilizá-la ao mesmo tempo, a economia é surpreendente!

Viu como ficou fácil escolher o seu modelo de banheira? No site da Sol&Ar você tem acesso a todos os modelos.

Engenheiro Químico e piscina: entenda qual a relação dos dois

Categories:

Uma das profissões mais importantes quando falamos em manutenção de piscinas é a de engenheiro químico. Responsável por desenvolver produtos e processos para a indústria, esses profissionais oferecem ao mercado subsídio necessário para sua piscina estar sempre limpinha. Para homenagear os engenheiros, foi instituído no dia 20 de setembro de 2002, pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, o Dia do Engenheiro Químico. Desde então a data serve como marco para discutir os rumos da profissão.

Agora que você já sabe um pouquinho sobre o engenheiro químico, vamos falar dos produtos idealizados por eles, primordiais na manutenção das piscinas:

Cloro: Mesmo depois de filtrada, a água continua com alguns microrganismos. A função do cloro é justamente combatê-los. A eliminação desses microrganismos ocorre por meio de uma reação química, que os deixa oxidados e inofensivos.

PH: O valor ideal para a piscina é entre 7.2 e 7.6. Se esse número estiver acima ou abaixo do valor adequado, a água e a piscina podem apresentar alguns problemas. Se estiver abaixo de 7.2, a água ficará corrosiva e poderá irritar os olhos, além de aumentar a probabilidade de destruir as partes metálicas que existem no filtro e na bomba. Já acima de 7.6, a água fica turva e obstrui os acessórios e o filtro da piscina. Por isso, o ideal é manter o pH dentro do valor adequando e garantir a qualidade da água.

Algicida: Provavelmente você já se deparou com água esverdeada em uma piscina. Essa coloração, além de transmitir a clássica sensação de água suja, também favorece a proliferação de algas. Por isso a importância da algicida. O componente químico fará o trabalho de eliminar essas água e garantir águas cristalinas na sua piscina.

Decantador: Sua função é basicamente fazer a sujeira descer, facilitando assim a remoção. Após colocar o líquido na água, é ideal manter a piscina interditada por um tempo (inclusive desligar a bomba) para garantir o efeito.

Limpa Bordas: Uma coisa que incomoda muito quem utiliza piscina é aquele aspecto oleoso das bordas. Mas saiba que existe um detergente desenvolvido para não alterar a química da água. Assim, você garante água e bordas da piscina sempre limpas.

EXTRA! Curiosidade

Sabe o famoso Prêmio Nobel? Aquele que premia pessoas que tenham dado uma grande contribuição para a humanidade. Pois é, sua criação é fruto do desejo de um dos químicos mais famosos de todos os tempos e considerado o pai da engenharia química, Alfred Nobel. Após sua morte, foi atendido um dos pedidos de seu testamento que era a criação de uma premiação reconhecendo o mérito de pessoas inspiradoras. Legal, né?

No blog da Sol&Ar você tem acesso a outros conteúdos relacionados ao universo das piscinas!